USP
Universidade de São Paulo

Histórico

 

Reminescências Históricas e Memórias do Departamento de Química Fundamental

O Departamento de Química Fundamental foi oficializado em 1970, com a criação do Instituto de Química da Universidade de São Paulo mediante integração de docentes provenientes do Departamento de Química e do Laboratório de Espectroscopia Molecular do Departamento de Física da antiga Faculdade de Filosofia Ciências e Letras, da Faculdade de Farmácia e Bioquímica e do Departamento de Engenharia Química da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. 

Diversos docentes que atuaram no Instituto ao longo das décadas já se aposentaram ou faleceram, sendo que de alguns dêles se dispõe de memórias ou biografias, às quais se dá acesso eletrônico ao final desta página. 

As origens históricas do Departamento de Química Fundamental remontam à Fundação da Universidade de São Paulo, em 1934, coincidindo com a abertura do Curso de Química da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras, como relata de forma rica e cativante um dos alunos da turma inaugural, Professor Emérito Paschoal Senise. Por cortesia do autor, os interessados poderão extrair cópia eletrônica completa da obra, sem custo. 

 

 

Assim é que resolvi contar, de maneira simples, fatos que presenciei ou em que, por força das circunstâncias, tive participação, sem nenhuma pretensão de realizar trabalho de real cunho histórico. A narrativa me levou naturalmente a tecer alguns comentários que me pareceram pertinentes e, em conseqüência, a xternar a minha opinião. Nada de profundo, porém, pois apenas procurei apresentar uma visão panorâmica que, estou certo, conterá falhas e omissões nvoluntárias, mas que espero possa ter algum valor informativo”.

 

PASCHOAL ERNESTO AMÉRICO SENISE

Licenciado em Química em 1937, Doutor em Ciências em 1942, Livre-Docente em 1956 e Professor Titular em 1965. Foi Diretor do IQUSP de 1970 a 1974 e 1978 a 1982. Foi Vice-Presidente da Academia Brasileira de Ciências (1965-1981), membro do Conselho Federal de Química (1957-1971), Vice-Presidente deste Conselho (1960- 1963) e participou de várias sociedades científicas nacionais e internacionais. Foi membro do Conselho Universitário da USP (1968-987), onde exerceu por 17 anos a Coordenação da Câmara de Pós-Graduação (equivalente à atual Pró-Reitoria), tendo sido o responsável maior pela implantação da Pós-Graduação na USP. Fez parte também do Conselho Deliberativo do CNPq (1968-1980) e do Conselho Superior da FAPESP (1969-1971). Recebeu a comenda da Ordem do Rio Branco, outorgada pelo Ministério das Relações Exteriores em 1976 e a Grã-Cruz da Ordem Nacional do Mérito Científico da Presidência da República em 1994. Ganhou as medalhas Jubileu de Prata da SBPC (1973) e Simão Mathias da SBQ (1997), além dos prêmios Heinrich Rheinboldt (1969), Moinho Santista (1981) e Anísio Teixeira (1991). É Professor Honorário do Instituto de Estudos Avançados da USP desde 1997, Professor Emérito da USP (1987) e Pesquisador Emérito do CNPq (2006).

 Memórias de alguns dos antigos docentes do Departamento de Química Fundamental

    • ERNESTO GIESBRECHT (Professor Titular)
    • EDUARDO FAUSTO DE ALMEIDA NEVES (Professor Titular)
    • GERALDO VICENTINI (Professor Titular)
    • HEINRICH RHEINBOLDT (Professor Catedrático) [1891-1955]
    • IVO GIOLITO (Professor Titular)
    • JOSÉ ATÍLIO VANIN (Professor Associado)
    • LUIZ ROBERTO DE MORAES PITOMBO (Professor Titular)
    • OTTO RICHARD GOTTLIEB (Professor Titular)
    • SIMÃO MATHIAS (Professor Titular)

Maiores informações podem ser encontradas no site: “Projeto Memória USP”, que elaborou uma linha do tempo identificando eventos históricos e personagens importantes em um amplo acervo fotográfico de quem fez a memória do nosso Instituto de Química.