USP
Universidade de São Paulo

Infraestrutura

INFRAESTRUTURA ADMINISTRATIVA, DE ENSINO E PESQUISA

 

O IQ-USP dispõe de Secretaria de Pós-Graduação que administra os atuais Programas de Pós-Graduação em Química e Bioquímica.

Todos os docentes proponentes do novo projeto, orientadores dos programas acadêmicos vigentes, possuem salas/escritórios para as atividades de pesquisa e orientação dos seus alunos.


Aproximadamente 2.500 computadores encontram-se conectados à rede do IQ-USP, sendo esta base instalada o foco de utilização de parcela significativa dos recursos financeiros obtidos, entre eles, aqueles provenientes do PROEX. Além do acesso amplamente disponibilizado nos laboratórios de pesquisa (são 25 salas para alunos equipadas com computadores), o IQ-USP conta com uma sala Pró-Aluno, com 15 microcomputadores em rede, e uma sala multimídia, contendo 15 microcomputadores para permitir a realização de aulas e cursos. Dentro das salas de aulas convencionais, foram instalados pontos de rede e dispõe-se de um grande número de projetores e computadores para a utilização em aula.


O IQ-USP vem constantemente se empenhando em melhorar suas instalações e recursos para que pesquisas científicas de qualidade possam ser desenvolvidas. Através de projetos, os docentes têm se empenhado em manter uma constante renovação, incluindo novas aquisições de equipamentos para seus laboratórios de pesquisa e para a Central Analítica. Esta oferece vários tipos de serviços como, análise elementar, espectrometria de emissão óptica com plasma indutivamente acoplado (ICP OES), espectroscopia no infravermelho (IV), dicroísmo circular, espectrometria de massas acoplada à cromatografia gasosa (GC-MS) e líquida (HPLC-MS), difração de raio-X, microscopia eletrônica de varredura (MEV) e ressonância magnética nuclear (RMN). Há ainda outras técnicas disponíveis nos laboratórios de pesquisa, tais como, cromatografia gasosa e a líquido, eletroforese capilar, espectroscopia de impedância, espalhamento dinâmico de luz, espectroscopia de absorção atômica com chama e forno de grafite, espectrometria de emissão por fluorescência, espectroscopia de Raman e infravermelho, fotólise de relâmpago, microbalança de quartzo, reômetros, ressonância plasmônica de superfície, ressonância paramagnética eletrônica, termoanalisadores, entre outros. O prédio do Laboratório Multidisciplinar de Estudo da Poluição Urbana (LAMP) que contou com o apoio da FINEP e do IQ-USP, construído recentemente, encontra-se em fase de implementação. Este novo laboratório deverá impulsionar as pesquisas na área de Química Ambiental. As principais fontes de verbas para aquisição e manutenção destes equipamentos têm sido a FAPESP, o CNPq e a CAPES (PROEX).


Os docentes e alunos do Programa têm acesso ao acervo bibliográfico e aos serviços oferecidos pela Divisão de Biblioteca e Documentação do Conjunto das Químicas da USP (DBDCQ), unidade integrada pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas e pelo Instituto de Química. O acervo inclui 36.639 livros, 5.038 teses, num total de 41.677 monografias, 11.512 audiovisuais, 50.381 volumes de periódicos encadernados e 158.400 fascículos (de 619 títulos correntes) e mais de 35 bases de dados com acesso licenciado pela Internet por meio dos Portais USP e CAPES. Dentre os serviços prestados pela Biblioteca destacam-se a orientação sobre os recursos disponíveis de acesso ao acervo e a informação, treinamento em catálogos e bases de dados, empréstimo entre bibliotecas (EEB), o controle da produção bibliográfica do corpo docente, acesso a documentos através do Programa COMUT e a aquisição de novas obras. É, também, de responsabilidade da Biblioteca a revisão das referências bibliográficas, assim como a orientação na apresentação, estrutura e citações que constam das Dissertações e Teses do programa, fato esse que tem possibilitado padronizar os trabalhos de conclusão e evitar erros na realimentação/feedback de dados. Outras possibilidades de acesso a documentos e informação nos são apresentadas pelo Sistema Integrado de Bibliotecas da USP (SIBI), como o acesso aos catálogos de outras Bibliotecas da Universidade, possibilitando o intercâmbio de obras (EEB) e, também, cópias de documentos, através do sistema COMUT-Grupo. Também deve ser ressaltada a Biblioteca Digital de Teses e Dissertações produzidas pela USP, a qual possibilita o acesso e cópia desta documentação, na íntegra, via Internet. Uma parcela considerável dos alunos e ex-alunos do Programa já tornou suas Dissertações e Teses disponível na Biblioteca Digital. É importante ressaltar que, após deliberação da CAPES, todas as teses e dissertações defendidas no Programa estão sendo encaminhadas para depósito no site. O acesso a esse material pode ser feito diretamente pelo site da USP (www.teses.usp.br) ou da Biblioteca (www.bcq.usp.br/catalogo.htm).


Há anos, a biblioteca do IQ-USP é considerada a principal biblioteca de Química do Brasil. Além da excelente instalação (3.473 m2) e acervo físico que tem permitido a atualização constante de docentes e alunos, as bibliotecas virtuais, mantidas pela USP e aquelas de iniciativa da FAPESP e da CAPES, têm sido de extrema importância para o desenvolvimento de pesquisas em ritmo compatível com aqueles das melhores instituições de outras partes do mundo. Temos acesso a diversas bases de dados: SciFinder Scholar (Chemical Abstracts), Web of Science, KnowItAll/Bio-Rad (Espectros), Analytical Abstracts, Compendex, E-Books etc., além do Portal CAPES. O acesso a essas bases de dados pode ser feito nos computadores em rede do IQ-USP, bem como dos 50 computadores em rede instalados na biblioteca.


As principais fontes de financiamento desse acervo são CAPES, CNPq e FAPESP