USP
Universidade de São Paulo

Participação dos estudantes de Graduação e Pós-Graduação

Todas ações de cultura e extensão envolvem alunos de graduação e/ou pós-graduação. Estes alunos atuam não apenas como participantes, mas como parceiros dos docentes em comitês organizadores e coordenadores das seguintes atividades: Cursos de difusão, Semana da Química, Virada Científica, Dia de Portas Abertas, Feira de Profissões USP. Alguns casos relevantes são apresentados abaixo:

Os cursos de difusão do Depto de Bioquímica são organizados e ministrados por alunos de pós-graduação como parte de uma disciplina específica de pós-graduação em que os alunos devem planejar visitas aos laboratórios de pesquisa em que são desenvolvidas atividades experimentais, criar material didático e ministrar aulas. Portanto, há ações de extensão vinculadas diretamente à atividades formativas regulares. Na última edição do curso, em 2014, os estudantes utilizaram a plataforma eletrônica institucional LABIQ  pra criar e disponibilizar material didático interativo.

As atividades do Laboratório Aberto , que atende aos professores do sistema básico de ensino, e ao público da Virada Científica são monitoradas por alunos de graduação, os quais, além de auxiliar no andamento das atividades, desenvolvem experimentos e são co-autores de material didático e de divulgação científica.

O grupo Química em Ação é organizado por alunos de graduação, os quais, criam espetáculos e organizam a sua divulgação e apresentação nos eventos da Universidade e da Unidade bem como em visitas as escolas públicas.

A Exposição Química para um Mundo Melhor, apresentada na Estação Ciência de agosto a dezembro de 2011 reuniu 60 estudantes organizados como monitores para atendimento ao público, seis dias por semana. Tais estudantes realizaram o atendimento como atividade de uma disciplina de graduação.

As demais ações também envolvem estudantes como monitores organizados em equipes de 10 a 40 alunos dependendo da atividade.

Finalmente, ressalta-se que pelo menos 8 estudantes são contemplados anualmente com bolsas do programa Aprender Com Cultura e Extensão, da PRCEU. De modo similar ao programa de iniciação científica, este programa fomenta bolsas para projetos de cultura e extensão, os quais são avaliados por pares. São 1200 bolsas distribuídas em cerca de 700 projetos anualmente. Portanto, as ações do IQ-USP desenvolvidas com participação de estudantes tem mérito acadêmico sistematicamente reconhecido no plano da cultura e extensão, de modo análogo ao que ocorre com os programas de iniciação científica.