USP
Universidade de São Paulo

Cassius Vinicius Stevani

Professor Associado - Departamento de Química Fundamental
Bioluminescência de Fungos
3091-1194 
 stevani@iq.usp.br

Apesar de ter sido descrita por Aristóteles, a emissão de luz por cogumelos bioluminescentes, permaneceu um mistério por milhares de anos. A partir de 2015, entretanto, o mistério começou a ser desvendado, com a publicação de artigos sobre a função ecológica da emissão de luz, a identidade da luciferina, da luciferase e do mecanismo de emissão de luz. Com a colaboração de grupos na Rússia, Estados Unidos e Japão, nosso grupo participou ativamente na elucidação deste sistema. De forma similar à bioluminescência de vagalumes, cujo estudo possibilitou o desenvolvimento de diversas ferramentas analíticas para os mais distintos propósitos, desde bioensaios rápidos para monitoração de contaminação microbiana de alimentos até o uso dos genes luc e lux como sonda em Biologia Molecular, o estudo de fungos bioluminescentes tem o potencial de gerar novos conhecimentos acadêmicos e aplicados.

Visite nossa página!

 

Produção Científica

Currículo (Sistema Lattes - CNPq)

Currículo (Sistema Researcher ID)

Apesar de ter sido descrita por Aristóteles, a emissão de luz por cogumelos bioluminescentes, permaneceu um mistério por milhares de anos. A partir de 2015, entretanto, o mistério começou a ser desvendado, com a publicação de artigos sobre a função ecológica da emissão de luz, a identidade da luciferina, da luciferase e do mecanismo de emissão de luz. Com a colaboração de grupos na Rússia, Estados Unidos e Japão, nosso grupo participou ativamente na elucidação deste sistema. De forma similar à bioluminescência de vagalumes, cujo estudo possibilitou o desenvolvimento de diversas ferramentas analíticas para os mais distintos propósitos, desde bioensaios rápidos para monitoração de contaminação microbiana de alimentos até o uso dos genes luc e lux como sonda em Biologia Molecular, o estudo de fungos bioluminescentes tem o potencial de gerar novos conhecimentos acadêmicos e aplicados.

 

Visit our webpage!

 

Publicações Relevantes

Z. M. Kaskova, F. A. Dörr, V. N. Petushkov, K. V. Purtov, A. S. Tsarkova, N. S. Rodionova, K. S. Mineev, E. B. Guglya, A. Kotlobay, N. S. Baleeva, M. S. Baranov, A. S. Arseniev, J. I. Gitelson, S. Lukyanov, Y. Suzuki, S. Kanie, E. Pinto, P. Di Mascio, H. E. Waldenmaier, T. A. Pereira, R. P. Carvalho, A. G. Oliveira, Y. Oba, E. L. Bastos, C. V. Stevani, I. V. Yampolsky. Mechanism and color modulation of fungal bioluminescence. Sci. Adv. 3: e1602847 (2017).

Y. Oba, C. V. Stevani, A. G. Oliveira, A. S. Tsarkova, T. V. Chepurnykh, I. V. Yampolsky. Selected least studied but not forgotten bioluminescent systems. Photochem. Photobiol. 93: 405-415 (2017).

A. G. Oliveira, C. V. Stevani, H. E. Waldenmaier, V. Viviani, J. M. Emerson, J. J. Loros, J. C. Dunlap. Circadian control sheds light on fungal bioluminescence. Cur. Biol. 25:964-968 (2015).

C. V. Stevani, A. G. Oliveira, L. F. Mendes, F. F. Ventura, H. E. Waldenmaier, R. P. Carvalho, T. A. Pereira. Current status of research on fungal bioluminescence: biochemistry and prospects for ecotoxicological application. Photochem. Photobiol. 89: 1318-1326 (2013).

A. G. Oliveira, D. E. Desjardin, B. A. Perry, C. V. Stevani. Evidence that a single bioluminescent system is shared by all known bioluminescent fungal lineages. Photochem. Photobiol. Sci. 11: 848-852 (2012).

A. G. Oliveira, C. V. Stevani. The enzymatic nature of fungal bioluminescence. Photochem. Photobiol. Sci. 8: 1416-1421 (2009).

D. E. Desjardin, A. G. Oliveira, C. V. Stevani. Fungi bioluminescence revisited. Photochem. Photobiol. Sci. 7: 170-182 (2008).